top of page

Em 2005, o futuro esperava pela paulistana Flavia Madeira em uma despretensiosa lojinha de acessórios na Grécia. Ela sequer sonhava em ser designer de joias, mas teve ali uma epifania. Todas aquelas peças tão diferentes, feitas de materiais que nada tinham a ver com as pedras preciosas incrustadas em colares e coroas, desconstruíram uma ideia preconcebida do que seria joalheria. 

 

Na volta ao Brasil, veio o estalo: aproveitou as ferramentas da irmã e começou a criar. Gostou tanto que decidiu fazer um curso de ourivesaria. De natureza dispersa e agitada, se espantou com sua própria capacidade de passar horas dedicada ao ofício. A incandescência do metal, seu poder de transmutação capturaram a atenção e a imaginação de Flavia, e o oráculo grego, enfim, cumpriu-se: foi estudar design de joias no IED – Instituto Europeo di Design e se formou em 2009.

 

Em 2013, abriu o ateliê que leva seu nome – e, desde então, concilia a tecnologia com a técnica antiquíssima da fundição de cera perdida e a imprescindível finalização artesanal para criar peças que fogem do comum.

_MG_0888_edited.jpg

Não ha descarte nesse mundo, toda matéria tem suas particularidades e belezas únicas e estão sempre em transformação. O fim que você dá à essa matéria é o que determina seu símbolo

Parafusos diversos, engrenagens de relógio, moedas de um passado economicamente desolado do país, borracha, madeira, aço, porcelana, tecido, contas de vidro, latão... são alguns dos materiais que já viraram joias em suas mãos. Flavia costuma dizer, e provar com suas peças, que o valor do material depende da perspectiva de cada um. 

 

A personalidade extrovertida aparece nas muitas collabs com outros artistas – não por acaso, a engrenagem se tornou um grande símbolo da marca e reforça a crença de que tudo fica mais interessante quando há troca.

 

Seu processo de criação é marcado pelo bom humor, um jeito leve de ver a vida, e, sobretudo, pela habilidade de imaginar o imprevisível e transformá-lo em beleza inesperada.

 

É por isso que admirar uma peça desenhada por Flavia Madeira é, ainda que sem saber, se aproximar e conhecer um pouco da artista. É, também, sentir-se um pouco artista ao dar um toque pessoal e novo significado às peças da coleção Pregador; isso porque suas peças atingem a plenitude quando são usadas e reinterpretadas. É lembrar que a vida, tal qual uma Escada de Incêndio, é feita de altos e baixos. É se espantar com a harmonia do colar Coral, que a artista encara como um presente da natureza. É agarrar-se às bóias da coleção Salva-Vidas em um momento de incertezas. É carregar no dedo o desejo de renovação simbolizado pelo Anel Besouro. É a alegria expressa, reconfortante, acomodada no dedo mindinho, de uma xícara de Cafézinho. É mergulhar de cabeça no azul ciano dos brincos e do anel Piscina de Estrada, que carregam em si a promessa de um dia feliz de verão. 

 

Ou, como ela mesma descreveu em um poema: “como uma piscina de estrada azul, vazia e vertical, sonha com a água, a alegria e com o horizontal”.

Desenvolvemos esse canal de acesso das nossas preciosidades, passando à diante o que  aprendemos. Uma transmutação sutil e drástica da matéria. 

IMG_1024.JPG

Agradeço as preciosas engrenagens:

Beth, Zé Luiz, Luiza, Ana, Andreia, Fernanda, Ricardo, Carlos, Cristina, Margareth, João, Catharina, Baby Pacheco Jordão, Miki Hayashi, Luciana Frangioni, Heloisa Tessler, Luiza Bernardes, Pedro Pagliari, Pedro Silva, Luciana Queiroz, Marilia Teixeira, Guilherme Nabhan, Barbara Besouchet, Louise Freshel, Lane Marinho, Marcelo Trapp, Jazzie, Sarah Caseiro, Roberta Schioppa, Renata Har, Renato Rios, Paulo Lobo, Ellen Kanamori, Elo Martins, Paula Tinoco, Roderico, Keila Alaver, Keity Alaver, David Pollak, Clara Lima, Cassia Tabatini, Shower, Ana Arietti, Antonella Mattana, Tuca, Mariana Ariga, Ritinha, Michael Striemer, Daniel Ponso, Cris Biato, Amira, Puri, Jó, Alê, Derio, Cristina, Mayara, Magê, Guilherme Brasileiro, Gabriela Song, Fabio Iguelka, Lilly Sarti, Renata Sarti, Solange Carvalho, Mada, Adriano Gomes, Christopher Alexander, Lazédio, Gabriella Paschoal, Catha, Catrina K, Tutu Ferraz, Noriah, Paola de Orleans, Felipe Hess, Pia, Sr. Ubaldo, Livia B, Thais Borges, Renata Scheffer, Igi Ayedun, Sr. Carlinhos, Josemar, Lucas Nascimento, Milovan Farronato, Layla Motta, Gabriela Abuleac, Claudia Borges, Ana Pigosso, Yehudi, Renata Bastos, Marcia Palmer, Leli Berquó, Maria Rocha, Paulinha, Renata Castro, Xando, Isabella Kalaijian, Roberta Ferraro, Carolina e Manuela Coltro, Jacque Faus, Mariana Amorin, Gabriel Amaral, Ari, Marcão, Sophie Secaf, Kika, Fezinha, Bella, Gilmar, Jeane, Gerson de Oliveira, Monike Garcia, Marina Oriente, Tom Capobianco, Germano Dushá, Frederico D, Leopoldo Caseiro, João Fabra, Réa, Sr. Dalton, Marilia Nogueira, Diogo Pimentel, Suely, Cacau, Manu, Chris Thompson, Cris, Isa Gentil, Aluf, Julia G, Moti Lebovich...      

bottom of page